Palavra Pastoral – ESTOU FAZENDO ALGUÉM CHORAR HOJE?

Qual o impacto de minha vida em outras vidas?

Depende de quantas pessoas eu posso influenciar pessoalmente. Depende do tipo e qualidade do relacionamento com as pessoas ao meu redor e como estou exercendo os meus papéis de filho, esposo, pai, irmão, avô, profissional e cidadão.

Nem todos temos o mesmo poder de influência. Youtubers famosos, artistas, esportistas talentosos, políticos, empresários ricos, professores e pastores de mega igrejas ou com muitos seguidores na internet, têm, dentre outros, com suas decisões, opiniões e ações, o poder de impactar a vida de milhares de pessoas.

Mesmo que você e eu não tenhamos tão grande poder em nossas mãos, todos exercemos algum tipo de influência na vida de alguém. Podemos levantar o ânimo ou destruir esperanças. Podemos fazer o outro sorrir ou chorar de tristeza.

Há grande dor em todo o mundo. Muitos estão chorando não apenas no leste europeu. Refugiados africanos, sírios, venezuelanos, haitianos e de tantas outras nacionalidades, estão chorando. Pessoas que deixaram para trás seus amigos, familiares, bens conquistados com grande esforço. Foram forçados a sair de sua terra natal e tentam sobreviver. Lágrimas escorrem nos seus olhos porque um político insensível e incompetente tomou decisões destrutivas para manter ou ampliar o seu poder.

Governantes que decidem sob influência daquele que tem prazer em “roubar, matar e destruir”, não são a única causa de um dilúvio de lágrimas que expressam dor, revolta e desespero. Há generais e soldados que cumprem suas ordens sem peso na consciência, bombardeando hospitais, escolas, prédios residenciais e prendendo seus compatriotas que protestam contra a guerra. Há uma imprensa amordaçada nos países totalitários que contribui para que a mentira prevaleça e com ela o sofrimento.

Apenas nos conflitos militares há muita dor que se transforma em lágrimas? Infelizmente não.

Na dinâmica dos relacionamentos familiares esta realidade se reproduz. Homens e mulheres que fazem o seu parceiro chorar quando saem de casa, porque não foram capazes de administrar seus conflitos. Pais que fazem suas crianças e adolescentes chorar ao anunciarem e vivenciarem um processo de divórcio. Homens agressivos que batem em suas esposas. Cônjuges infiéis. Irmãos que praticam bullying. Filhos que se envolvem com as drogas, com o crime, ou que se omitem no cuidado de seus pais na velhice.

Quem eu fiz chorar de tristeza ao longo da vida com minhas decisões?

Quem estou fazendo chorar hoje, com minhas decisões e ações egoístas?

Se alguém chorar por você de tristeza, que seja apenas quando você partir para a eternidade.

Se você fizer alguém chorar hoje por sua causa, que seja um choro de emoção feliz, um choro que expressa alegria, surpresa e gratidão, porque você tem sido bênção na vida dele.

Marcos Vieira Monteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.