Palavra Pastoral – CONSELHOS AOS IDOSOS

Meus queridos idosos, certamente a contragosto os senhores foram colocados no grupo de risco da covid19. Tenho pensado muito sobre o que devem estar sentindo nestes dias. Permita-me trazer-lhes hoje a “Palavra Pastoral”. Ela brota diretamente do meu coração e espero que encontre espaço no seu coração.

 Normalmente esperamos o seu conselho.  Sua experiência de tantos anos de vida os qualifica como nossos mestres. Porém, desejo tão somente relembrar aquilo que já nos ensinaram quando éramos crianças, adolescentes ou jovens.

Aprendemos com os senhores e senhoras que devemos confiar em Deus em quaisquer circunstâncias e em todo o tempo. Começo relembrando-lhes que, por maior que seja a sua vulnerabilidade, suas vidas estão continuam sob os cuidados de nosso Pai Celestial.

É claro que este cuidado divino não elimina a necessidade do seu cuidado pessoal. Ninguém pode cuidar do senhor e da senhora, durante as 24 horas do dia. Há certos cuidados que são exclusivamente seus.

Cuide de sua saúde. O corpo saudável está mais preparado para combater qualquer doença. Na medida do possível, tenha uma alimentação saudável. Caminhe sempre no quintal de sua casa ou na varanda. Se exponha à luz solar no mínimo 15 minutos diariamente, de manhã cedo ou no fim da tarde. Cuidado com sua locomoção. Segure firme quando for se levantar ou deitar. Seja extremamente cuidadoso à fim de evitar qualquer acidente doméstico.

Se usa medicação contínua não se esqueça de tomar os seus remédios na hora certa.

Evite ficar ouvindo notícias o tempo todo. A maioria delas ainda não é boa e podem deixá-lo abatido. Até mesmo no WhatsApp não abra todos os arquivos. Há muita informação que não vai ajudá-lo em nada. Não acredite em tudo que lhe enviam.

Se não domina a tecnologia para saber como ligar o computador ou o celular e acompanhar um culto ao vivo ou participar de uma reunião virtual, não fique se lamentando. Use o celular naquele modo mais básico. Ligue hoje mesmo ou amanhã, para seus filhos, para os seus amigos, para os seus netos. Não fique esperando que eles lhe telefonem.  Alguns deles, mesmo nestes dias de isolamento social, estão muito sobrecarregados. O fato de não terem entrado em contato esta semana não significa desprezo ou falta de amor.

Saiba que nunca é tarde para aprendermos um pouco de tecnologia. Se tem um filho ou neto em sua casa, peça, não apenas que ele resolva tudo sozinho, mas que o ensine a fazer o que for mais fácil.  Treine várias vezes e verá que consegue.

É normal que em alguns momentos o medo venha ao seu coração. Mesmo sendo cristão e tendo certeza da vida eterna, queremos permanecer mais algum tempo aqui em companhia de nossos queridos. Peça a Deus que retire do seu coração todo o temor.

Se não tem certeza do que acontecerá quando partir deste mundo, busque orientação com um amigo cristão que vai apresentá-lo a Jesus, o único que traz ao nosso coração certeza da vida eterna com Deus.

Se sentir vários sintomas da enfermidade entre logo em contato com os médicos através da internet. Existe hoje no Brasil uma equipe médica que, gratuitamente, vai orientá-lo sobre o que fazer.

Por favor fique dentro de casa. Aceite a ajuda de parentes, amigos e irmãos em Cristo para fazer suas compras e ajudá-lo em outras necessidades. Não se arrisque desnecessariamente.

 Esta crise não vai durar anos. Ela é cruel, mas é uma crise passageira. Por isso, aguente firme.

Proteja-se de abraços, beijos, reuniões até mesmo com seus familiares mais chegados. É melhor abster-se agora para abraçá-los demoradamente daqui a algumas semanas.

Dedique mais tempo à oração. Em todas as circunstâncias, ore. Agradeça as bênçãos recebidas, clame pela intervenção do Senhor, peça a Ele que restaure ou preserve a sua paz interior.

Finalmente, cuide-se, porque a sua vida é preciosíssima para nós. Muita gente o ama demais e quer desfrutar de sua companhia por muito tempo.

Marcos Vieira Monteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.