Palavra Pastoral – QUE VIRUS É ESTE?

Ao mesmo tempo tão poderoso e tão frágil. Poderoso ao ponto de mudar os rumos da economia no mundo inteiro e desestabilizar governos. Frágil a ponto de ser aniquilado com um simples lavar das mãos.

Que se a prevenção for zero pode infectar toda a raça humana. Há infectados assintomáticos, em alguns o vírus gera apenas uma “gripezinha” e para outros um resultado positivo significa andar no “vale da sombra da morte”.

Ele provoca uma doença muito contagiosa, mas tem basicamente três portas de entrada no corpo humano: boca, olhos e nariz.

Este vírus pode atingir a todos, ricos e pobres, mas chegou ao Brasil através da parte de cima da pirâmide social.

Um ser tão minúsculo, que não se move sozinho, mas que viajou milhares de quilômetros em todas as direções do mundo.

Que vírus é este tão estranho? É o coronavirus.

Mas existe um outro vírus.

É o vírus que infectou o mundo no início de tudo e toda a história.

Um vírus universal. Percorre todo o mundo. Chega rapidamente em todo lugar: na casa do rico e na casa do pobre.

Na vida de alguns ele traz um estrago mais visível. É evidente a sua presença: lares destruídos, vícios, traição, violência, pobreza… Em outros ele está ali, disfarçado até mesmo sob uma capa de santidade. Porém, quem o possui transmite para os demais ao seu redor e os efeitos são sempre nefastos.

Este vírus nasce no coração, mas transita pelo corpo físico, e se manifesta na concupiscência dos olhos e da “carne”.

Que vírus é este ignorado por tantos? Há quem minimize seus efeitos ou nem consegue sequer reconhece-lo. Outros, porém, vivem ansiosos, obcecados pela culpa que ele provoca.

Para ele não existe prevenção eficaz. Não há isolamento ou quarentena. Não há um lugar seguro. Não somos apenas vulneráveis. Já estamos todos infectados desde que nascemos.

Um vírus tão poderoso e tão frágil. Poderoso ao ponto de criar uma confusão cósmica. Tão frágil que uma única gota do sangue de Cristo o elimina da vida de qualquer ser humano.

Que vírus é este? É o vírus do pecado.

O remédio eficaz para este vírus é o sangue de Jesus. “Porque o sangue de Jesus nos purifica de todo o pecado.” (I João 1:7). Uma vez que tomamos o medicamento prescrito por Deus experimentamos a certeza de que não morreremos eternamente.

Porém, este remédio precisa ser utilizado sempre. Ele somente é eficaz quando ingerido com boa dose de verdadeiro arrependimento. “Porque se confessarmos os nossos pecados Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça”. (I João 1:9)

Com todos os nossos esforços preventivos pode ser que não consigamos evitar o contágio do coronavirus.

Preocupe-se menos com o coronavirus e busque a cura do vírus do pecado. Esta cura é de graça, é pela graça de Deus, recebida por meio da fé e resulta em saúde espiritual e vida de qualidade.

Marcos Vieira Monteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.