Palavra Pastoral – O VIDEO MAIS FELIZ E OUTRAS ÓTIMAS NOTÍCIAS

Há vários meses acompanho os vídeos gravados pelo diretor da Unimed Fortaleza, Dr. Elias Leite. No ano passado e este ano tantas vezes ao abrir os vídeos e saber as notícias sobre o número de infectados e internados nos Hospitais da Unimed, o meu coração apertava e eu perguntava para Deus: até quando, Senhor?


Mesmo nos dias mais difíceis Dr. Elias, com serenidade e transparência, procurou passar uma mensagem de esperança e cunhou uma expressão que se espalhou para a cidade: “Vai dar Certo”. Mas os números, durante várias semanas, teimavam em permanecer elevados.


Hoje recebi o vídeo que ele denominou como o “vídeo mais feliz” desde que começou a gravar. Dr. Elias apresenta uma série de boas notícias, dentre elas o fato de que no Hospital Regional da Unimed de Fortaleza, que chegou a ter 453 pacientes internados por covid em um dia, hoje, pela primeira vez desde o início da pandemia, não registra nenhuma internação por covid.


Como orei para que este dia chegasse! Nas conversas informais, nos grupos de oração, em outros veículos de comunicação podemos constatar que de fato estamos vivendo dias melhores em nossa cidade.


As excelentes notícias não se limitam a Fortaleza e ao Ceará. Acompanho diariamente nos órgãos de imprensa os números de óbitos por covid e as tendências de crescimento, estabilização ou declínio destes números em todo o território nacional. Hoje o Brasil registrou a menor média móvel de mortes desde 13 de novembro de 2020: 461, com uma redução de 34% em comparação com o cálculo de 14 dias atrás, o que evidencia uma tendência de queda. Nas últimas 24 horas registraram-se 250 mortes por covid em nosso país. É importante relembrar que este número no dia 6 de abril deste ano chegou a 4.195 em 24 horas. A imprensa brasileira, que parece ter prazer em dar péssimas notícias, colocou este número absurdo de mortes em suas “manchetes” naquela ocasião. Agora quando Deus tem respondido as nossas orações e os números de infectados e mortes tem declinado as informações são dadas sem nenhum destaque. Aliás, o único assunto que interessa agora é mais uma crise política.


A batalha não acabou. Há países pobres no mundo em que menos de 2% recebeu a vacina. Muitos outros tem uma cobertura vacinal muito baixa. Felizmente aqui em Fortaleza adolescentes já estão sendo vacinados.
Outra boa notícia é que em nosso país, apesar dos atrasados, chegamos hoje ao total de 68.944.846 de brasileiros, dos quase 160 milhões maiores de 18 anos, com o ciclo vacinal completo.


Seguindo rigorosamente os protocolos de segurança a grande maioria das igrejas tem os seus cultos presenciais e outras atividades voltando a funcionar. Esta nova realidade “cala a boca” dos críticos que diziam que isso nunca mais aconteceria porque as necessárias restrições de funcionamento na pandemia, na opinião deles, eram um mero pretexto para fechar os templos definitivamente.


O tempo é um grande aliado da verdade.


Felizmente grande parte a população brasileira, diferentemente de outros países do mundo, aderiu a vacinação e os bons resultados já começam a surgir.


Devemos cada vez mais agradecer a Deus que concedeu aos cientistas a capacidade de desenvolverem uma vacina em tão curto espaço de tempo, como nunca antes. Pode haver algum efeito colateral? É claro que sim, mas o extraordinário ganho que estamos tendo é incontestável.


Sou também muito grato a Deus por milhares de pessoas que tem se empenhado em fazer com que a vacina chegue a todos os cantos do país, pela organização logística que pude constatar aqui no Ceará e porque até esta data 136.028.080 de brasileiros receberam pelo menos a primeira dose de uma das vacinas contra a covid.


Celebremos estes resultados, continuemos orando e pedindo a Deus, que não haja retrocessos neste processo de superação da pandemia.

Marcos Vieira Monteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.