Palavra Pastoral – ESPERAR O PASSAR DO TEMPO… (2)

Na “Palavra Pastoral” de ontem relembrei aquele sábio ensinamento paterno: o tempo é um santo remédio para muitos males.

Hoje, volto a este tema, refletindo o impacto desta percepção em nossos relacionamentos.

Somos acusados injustamente. O que fazer? Há situações em que basta esperar o passar do tempo… Não precisamos nos desesperar para provar a nossa inocência. O tempo é um forte aliado da verdade.

Nestes tempos de pandemia somos frequentemente questionados sobre nossas convicções. Nem sempre conseguimos convencer o outro do nosso ponto de vista. Neste contexto acabamos nos envolvendo em debates que podem se tornar repetitivos e inócuos. Quando entramos nesta “roda viva” o melhor é, simplesmente, esperar o passar do tempo… O tempo dirá quem tem razão.

Quantas batalhas podemos ganhar apenas com o silêncio, esperando o passar do tempo?

O tempo pode nos ajudar a esquecer as ofensas. Ele é um ingrediente fundamental para o verdadeiro perdão e nos possibilita deixar no passado o que foi ou está sendo ruim.

Existem mudanças que precisam de tempo para acontecer de forma mais suave em uma comunidade ou na vida de outra pessoa.

O processo de formação de uma linda borboleta é lento. Antes de se tornar aquele frágil inseto que nos encanta com sua beleza, ela foi ovo, lagarta e crisálida. A sua metamorfose é maravilhosa, mas não ocorre “da noite para o dia”. Se um agente externo tentar apressar o tempo desta transformação se frustrará. Foi Deus quem assim determinou.

Se precisamos esperar o tempo certo de transformação de uma borboleta, por que seria diferente em relação às pessoas ao nosso redor? Elas precisam de tempo para transformação pessoal. Devemos orar por elas, mas, determinadas intervenções desastradas podem paralisar a sua metamorfose.

O passar do tempo pode trazer para o seu filho as mudanças que você gostaria de ver nele hoje. Dê tempo ao tempo. Creia que um dia ele poderá ver a vida com outros olhos. No futuro vai olhar para você e admitir: “meu pai estava certo”, “minha mãe tinha razão, bem que ela me avisou”…

Saber quando agir e quando esperar o tempo passar é um dos maiores desafios que enfrentamos. Mas, se buscarmos a direção divina diariamente, se aprendermos a ler os sinais que Deus coloca ao longo do nosso caminho, certamente prosseguiremos até o fim da jornada com menos preocupações e tensões.

Creiamos que Deus usa o simples passar do tempo para mudar a nossa realidade pessoal e dos que estão ao nosso redor.

Marcos Vieira Monteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.