Palavra Pastoral – EMBAIXADORES DO REI

Quantas lembranças de minha infância e adolescência estão vinculadas às atividades que participei nos “Embaixadores do Rei”: leitura de livros missionários, estudo da Bíblia, competições bíblicas e esportivas, jogos de futebol, acampamentos, viagens para outros Estados, passeios, gincanas, reuniões dirigidas exclusivamente por meninos da mesma idade com seus códigos, o avanço no “sistema de postos” da organização…

Poderia gastar horas compartilhando as experiências marcantes em todas as áreas de minha vida que contribuíram para o exercício da autonomia pessoal, desenvolvimento de habilidades de liderança, convivência em diferentes grupos, ampliação de visão do Reino de Deus, fortalecimento da masculinidade e tantos outros benefícios.

Sou grato a Deus porque muitos anos depois meus dois filhos, André e Victor, também se engajaram ativamente nas atividades desta organização para meninos de 9 a 17 anos e foram de igual modo abençoados. Vitor, inclusive, é um dos líderes dos ER em nossa igreja.

O Compromisso dos Embaixadores do Rei continua sendo muito relevante em nossos dias: “Prometo ter uma vida digna de um Embaixador do Rei. Guardar meus lábios da mentira, da impureza e de tomar o nome de Deus em vão. Conservar o meu corpo limpo e pronto para o serviço. Estudar a vida de grandes Embaixadores do Rei na Palavra de Deus e nos livros missionários. Dar tudo que puder para o sustento de missões e pelo seu trabalho. Ajudar estabelecer o Reino de Deus na terra. Prometo: Ser leal a Jesus Cristo. Viver para Ele e servi-Lo sempre. Terei uma vida pura. Direi sempre a verdade. Corrigirei os meus erros. Servirei a Cristo Rei. Se assim não for: para que nasci?”

Nos “Embaixadores do Rei” são reforçados os princípios morais, os missionários são valorizados e fomenta-se o amor à igreja, à pátria, a Deus e a família.

Dezenas de pastores e missionários experimentaram o seu chamado divino em reuniões, acampamentos e eventos dos Embaixadores do Rei. Não tenho dúvidas que esta ênfase missionária da organização contribuiu para a descoberta e fortalecimento de minha vocação.

Todos os meninos são doutrinados, tendo “nascido de novo”, a assumirem a sua identidade de Embaixadores do Rei. Este é um chamado para toda vida. Afinal, “Uma vez Embaixador, sempre Embaixador do Rei”.

Na realidade, à luz da Bíblia, não apenas os meninos e adultos do sexo masculino, são chamados para serem Embaixadores do Reino de Deus aqui na terra. Este é um chamado para todos os cristãos.

Todos somos convocados a uma vida de integridade e coerência com os valores do Reino de Deus. Desafiados a demonstrarmos real compromisso com nosso Rei em todas as situações de nossa vida. A maneira como trabalhamos, exercemos a nossa cidadania, tratamos nossos familiares, nos relacionamos com o próximo, nos engajamos nas causas sociais, administramos o dinheiro, celebramos nossas festas de aniversário, de formatura, de casamento e quaisquer outras, nos portamos no trânsito, como postamos nossas opiniões políticas na internet, além do envolvimento com a igreja local, tudo isso revela muito acerca de nossa identidade como Embaixadores de um Reino incomparável. Podemos estar sendo bons ou maus embaixadores dependendo de nossas atitudes.

O Reino de Deus não pode ser confundido com nenhuma ideologia ou partido político. O Reino de Deus precisa estar no topo de nossas prioridades.

Neste dia em que se celebra na denominação batista o “Dia do Embaixador do Rei”, que cada um de nós renove o seu compromisso de assumir a sua vocação e apresentar um comportamento que deixe claro que somos diferentes e cultivamos valores diferentes do “reino” deste mundo.

Marcos Vieira Monteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.