Palavra Pastoral – COMO ESTOU ORANDO

Permita-me compartilhar com você como tenho orado nestes dias.

Tenho exposto diante de Deus minha tristeza e perplexidade. As vezes as lágrimas vêm aos meus olhos. É impossível para mim ver tanto sofrimento e não me comover. Oro para manter firme a minha fé e esperança no Senhor.

Quando vejo a batalha diária dos médicos e enfermeiros, trabalhando além dos limites de suas forças, peço a sobrenatural força de Deus para os profissionais da área de saúde nestes países. Orando por eles eu me lembro também de meu genro que é médico, dos médicos de minha igreja e outros com os quais me relaciono, além de enfermeiros e tantos profissionais nestes dias estão nos hospitais e UPAS Brasil afora arriscando sua saúde para cuidar dos enfermos.

Ouvindo as notícias internacionais oro pelas famílias enlutadas. Orando por eles eu me lembro dos idosos que conheço e amigos queridos que se encontram em “grupos de risco”. O que vai no coração de cada um deles? Os que tem uma gripe comum, ou os que apresentam os sintomas da doença e naturalmente certamente estão temerosos.  E os que já tem enfermidades psíquicas? Oro para que o coração deles não se deixe dominar completamente pela ansiedade.

Oro por aqueles que estão em suas casas preocupados e abatidos porque tem um parente na UTI e não podem estar ao lado deles.

Oro por aqueles que venham a contrair o vírus se restabeleçam completamente.

Oro também por situações específicas pessoais. Orando por Pedro, Ana e Hélio eu me lembro de outros que estão vivendo com problemas semelhantes com cirurgias tão aguardadas e necessárias sendo canceladas…

Oro para que sejamos solidários. Indo ao supermercado lembremos que muitos outros também precisam daqueles produtos. Que exercitemos a generosidade para com os que tem muito menos do que nós.

Oro pelos profissionais autônomos que não tem reservas financeiras e ainda não sabem o que fazer. Que Deus lhe dê criatividade e novas oportunidades. 

Oro pelos nossos líderes políticos, religiosos e empresários para que tomem decisões sábias. Oro ainda pelos comunicadores que sejam inteligentes e responsáveis informando a verdade com sensibilidade.

Oro por um despertamento espiritual em nosso país e no mundo. Que muitos se convertam e recebam gratuitamente a vida eterna.

Quando leio os prognósticos da curva da contaminação no Brasil oro pedindo uma intervenção sobrenatural de Deus. O sentimento que tenho é que somente a misericórdia divina pode nos livrar de um mal maior. Não sei o que Deus vai fazer, mas sei que devo clamar. Creio que a oração é um recurso indispensável para uma hora como está e peço que Ele demonstre o seu bíblico poder. Há ações que nenhum poder humano pode realizar para minimizar o sofrimento. Precisamos de um milagre. Por este milagre estou clamando a Deus.

Mas, peço também que Ele me use e a muitos outros para que, sensíveis a sua voz, possamos discernir individualmente sobre como agir para sermos o braço dEle, a voz dEle, e a resposta dEle ao nosso próprio clamor.

Marcos Vieira Monteiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *