Palavra Pastoral – SER CUIDADO

Todos precisamos de cuidados. Na extremidade de nossas vidas, na infância e na velhice, estes cuidados são claramente perceptíveis. Na chegada ao mundo, se não recebemos acolhimento algum, nem mesmo sobrevivemos. No entardecer da existência os cuidados se tornam essenciais para partirmos com dignidade. Em outras fases da vida, de diferentes formas, ainda que mais independentes, só conseguimos viver bem com a ajuda de outras pessoas.

É uma atitude de humildade e sabedoria reconhecer os momentos de nossa vida em que precisamos de um cuidado especial. Situações de enfermidade, de luto e de crises existenciais de fé ou familiares, revelam nossas fragilidades e carências.

Os cuidados que recebemos podem ser oferecidos mediante o pagamento devido, como fruto de relacionamentos que estabelecemos com familiares e amigos ou como resultado da generosidade e sensibilidade de uma pessoa, de um grupo ou da igreja que pertencemos.

Quando nos preocupamos em cuidar do nosso próximo ampliamos as nossas chances de ser recompensados com o cuidado dos outros. Quando participamos de uma comunidade de fé, onde se pratica a mutualidade, criamos laços que nos possibilitam doar e receber ajuda.

A realidade da pandemia trouxe novas realidades no processo de acompanhamento dos enfermos e na vivência do luto. Muitos não tiveram a oportunidade de estar ao lado de uma pessoa tão querida, no hospital, até o seu último momento. Não realizaram as tradicionais cerimônias de despedidas. Foram muitas as perdas. Algumas delas ocorreram em um espaço de tempo curtíssimo. Por este motivo nos mobilizamos para cuidar dos enlutados.

Compreendemos que uma das funções da igreja é ser uma comunidade terapêutica. Conscientes desta vocação é que estamos oferecendo gratuitamente às famílias enlutadas, especial apoio. Psicólogos cristãos de nossa igreja, voluntariamente estão se dispondo a ajudar irmãos e amigos que estão sofrendo com a perda de um ente querido. Criamos o projeto SEGUIR, cujas informações estão no link, com este propósito.

Se você está necessitando deste apoio, permita-se ser cuidado. Você conhece alguém que está precisando desta ajuda? Compartilhe a informação e incentive a sua participação neste grupo terapêutico. O primeiro encontro aconteceu dia 21 de novembro e o próximo será realizado no dia 05 de dezembro no próximo domingo, às 16h.

Muitas vezes precisamos ser cuidados, mas não nos permitimos receber a ajuda que carecemos. Supere qualquer barreira que esteja impedindo você de receber a ajuda que Deus deseja lhe conceder através da igreja, profissionais da área de saúde ou amigos.

Marcos Vieira Monteiro


Ps. Sou grato a Deus, por hoje ter chegado a mais uma marca significativa de 400 meditações. Nos próximos 15 a 20 dias farei uma pausa no envio da “Palavra Pastoral”, porque me dedicarei a continuar trabalhando na redação de um livro que tem como foco o conforto de Deus para nossas vidas. Peço suas orações. Espero concluí-lo nestas próximas semanas e disponibilizá-lo até o fim do primeiro trimestre de 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.